Agencia de Empregos Campinas
Agencias de Empregos ServiçosTerceirizados
RecrutamentoSeleçâoPessoal
AgenciasEmpregosCampinasSãoPaulo
ConsultoriaRH Seleção RS Campinas São Paulo
Consultoria - Institucional Consultoria em RH - Agência de Empregos - Recrutamento e Seleção Vagas de Empregos para Analistas, Assistentes,  Atendentes, Gerentes, Supervisores. Cadastro de Curriculos - Cv Notícias Contato AgenciaEmpregoCampinas
AgenciaEmpregosCampinasSP
Agencia Emprego  
  Agencia Emprego Consultoria de RH Campinas Empregos Temporarios
AgenciaEmpregos   AgenciaEmpregos
  NOTÍCIAS  
Mao de obra temporaria Campinas Sao Paulo Recrutamento Selecao Pessoal Selecao Pessoal Campinas
Agencia Rh
  Últimas  
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Conheça as novas regras do seguro-desemprego e abono salarial
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas 10 ótimos empregos que não precisam de faculdade
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Confira o primeiro emprego de alguns atores famosos de Hollywood
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Saiba em quais situações você pode faltar do trabalho
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Ótimas perguntas para serem feitas na entrevista de emprego
Agencia Empregos Campinas
Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas Agencia Empregos Campinas
  Ver todas
Agencias Recursos Humanos Campinas
Empregos Pne
Consultoria de Rh Campinas
Agência Emprego Campinas    
 
  15/09/2004  
  Juros sobem para 16,25% ao ano na 100ª reunião do Copom  
  O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central elevou a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 0,25 ponto percentual, para 16,25% ao ano.  
  O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central elevou a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 0,25 ponto percentual, para 16,25% ao ano.

Foi a primeira alta desde fevereiro de 2003, levando o juro para o patamar de março deste ano. O aumento dos juros hoje sinaliza o início de uma possível série de ajustes na taxa.

"Com a decisão, o Comitê dá início a um processo de ajuste moderado da taxa básica de juros, de forma que a trajetória da inflação não prejudique a recuperação da renda real, preservando, assim, o crescimento sustentado da economia", informou o Copom em nota.

O aumento já era esperado pelo mercado financeiro e dividou os diretores do comitê sobre o nível de conservadorismo: foram cinco votos pedindo alta para 16,25% e três a favor de elevação maior, para 16,50%.



Embora amplamente aguardada, a discussão em torno da taxa colocou ministros do primeiro escalão do governo Lula em campos diferentes.
Na segunda-feira, o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse que não via motivo para a elevação da Selic.

"Sou ministro, devo obediência ao presidente e sou disciplinado, mas não sou robô", disse Dirceu na ocasião. Ele defendeu que como cidadão e parlamentar, tinha o direito de discordar da visão da autoridade monetária.

No mesmo dia, o ministro Antonio Palocci Filho (Fazenda) disse que o governo prioriza o combate à inflação e que nada mudaria na política econômica --ou seja, sinalizou com a alta dos juros.

Na tentativa de acalmar os ânimos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que o crescimento do Brasil é "consistente" e que por isso não deveria haver motivo para discussões sobre a taxa de juros.

O temor do descontrole da inflação, que tem entre suas causas a retomada do crescimento econômico, levou à decisão hoje. Nas atas das duas últimas reuniões, o BC deixou claro que aumentaria os juros caso necessário --ou seja, ameaça à estabilidade monetária.

Em agosto, a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ficou em 0,69%, acima do esperado. No ano o indicador acumula alta de 5,14%. A meta da inflação é de 5,5% nesse ano, com margem de tolerância de 2,5 pontos percentuais para cima ou para baixo. Para 2005, a meta é de 4,5%.

A retomada forte do crescimento econômica é outro fator preocupante. No primeiro semestre, o PIB (Produto Interno Bruto, que mede todas as riquezas produzidas no país) apresentou alta de 4,2%, a maior desde o primeiro semestre de 2000.

O crescimento econômico pode alimentar a inflação. O BC já sinalizou que só admite um crescimento que se mostre "sustentável" ao longo do tempo.

A cautela do governo deve-se principalmente à indústria, que vem operando em níveis de alta capacidade instalada. Se não ocorrer os investimentos necessários, pode haver uma crise de demanda, o que pressionaria ainda mais os preços. Além disso, é mais fácil para uma empresa repassar aumentos de preços ao consumidor em um ambiente de economia aquecida.

Para o setor produtivo, crítico da política de taxa de juros elevada, o aumento de preços não é gerado pela demanda, e sim pelo choque de custos --elevação dos preços de matérias-primas no mercado externo--, e não há risco do descontrole da inflação.

No cenário externo, o petróleo ainda preocupa. Embora tenha caído nos últimos dias, o preço do barril continua em números recordes. Se essa situação persistir, a Petrobras deverá elevar os preços dos derivados de petróleo, pressionando ainda mais a inflação do Brasil.

A justificativa para a reunião de hoje será conhecida no dia 23, quando será divulgada a ata da reunião de hoje.
 
     
  Fonte: ANA PAULA RIBEIRO - da Folha Online, em Brasília  
     
 
Consultoria de RH Sao Paulo


Vagas de Empregos Administrativos
Vagas de Empregos Gerenciais
Vagas de Empregos Operacionais
Vagas de Empregos Técnicos Cadastro de Currículos
Recrutamento e Seleção
Vagas de Empregos Mão de Obra Temporária Campinas
Serviços-Gerais
Serviços de Apoio Terceirização
Limpeza e Conservação Ambiental
Teleatendimento
Recrutamento e Seleção
Seleção de Pessoal
Recursos Humanos Agência de Empregos Campinas
Serviços de Apoio
Agências de Empregos Consultoria de RH

Consultoria de Rh Valinhos SP
Consultoria de RH RMC
Agencia de Emprego Valinhos Agencia de emprego Campinas Temporarios Campinas Sao Paulo
Empregos Sao Paulo Agencia de RH Vagas de Empregos SP  
Recrutamento Selecao Vagas temporarias Vagas de Analistas de pessoal Analista de dp Campinas
AgenciaEmpregoSãoPaulo © 2014 - MQ Consultoria Ltda - Todos os direitos reservados - São Paulo - Campinas - SP
Agência de Empregos - Recrutamento e Seleção - Mão-de-obra Temporária - Terceirização - Efetivos - Estágios
- Consultoria de RH
AgenciaEmpregoCampinas
Analistas departamento pessoal dp sao paulo Terceirizados Serviços Gerais Terceirizacao Agencia Emprego Campinas Sao Paulo SP
Empregos RH
Consultoria em Recursos Humanos - RH - Agência de Empregos